terça-feira, outubro 07, 2008

Ooooops! Enganei-me nos zeros!

Estas minhas últimas semanas têm sido terríveis. Os resultados do meu balanço energético eram aterrorizadores. A perspectiva de acontecimentos nefastos a curto prazo saltava em todas as linhas dos cálculos. Não havia maneira de equilibrar os acontecimentos, cujo curso fatal e inelutável começava já a desenhar-se no horizonte. Livros como O Relatório Lugano vinham-me à cabeça.

Até que....

... descobri que me tinha enganado nos zeros quando calculei a potência que o Sol coloca na Terra! São mil milhões de Tera watthora e não de Giga watthora! Ou seja, são 10^21Wh!

Isto é o resultado de eu ter querido fugir à notação exponencial, que poderia não ser «amigável» para alguns leitores... Burrice!!!

Quando abri o blogue «outra Física» esclareci que nele iria apresentar aquilo que eu sei com uma grande margem de confiança – conhecimentos já muito amadurecidos, muito longe da fronteira do meu conhecimento – enquanto que o «outramargem» ficava reservado para a aventura da descoberta – onde iriamos pisar os escorregadios terrenos da fronteira da ignorância. O caminho da descoberta é assim: cheio de erros, tropeções, enganos, vai e volta. Se fosse fácil seriamos todos muito mais sábios, não é? Foi o que prometi, levar-vos pelos turtuosos caminhos da Descoberta...

Mas os erros também podem ser úteis, como sabemos. E, graças a este, descobri coisas muito interessantes. Querem ver? (é assim o caminho da Descoberta: descobrimos pepitas ao tropeçar nas pedras.)

PS - já emendei os dois posts afectados pelo erro, este e este.

15 comentários:

Ralf disse...

Olá Alf,
já conhece o Solar Energy Calculator online para o tecto da sua casa ?
http://briefeankonrad.blogspot.com/2008/10/solar-energie-potential-fr-dein.html
Ralf

antonio - o implume disse...

A ciência é toda ela um tropeção que alguém, mais cedo ou mais tarde, corrige.

alf disse...

Olá Ralf

Interessante; e uma excelente forma de comercializar energia solar. Obrigado.

alf disse...

antónio

É o caminhar da humanidade, a única forma de vida terrestre que recebeu esse fardo.

anonimodenome disse...

o título do post em vez de Ooooops poderia ser Ps.000
:) -- Post Scriptum zero zero zero

eu também fiquei atrapalhado com tão pouca energia e tanta população.
mas confiei na Divina Providência e alguma solução ela encontraria.
sou português e como a maioria confio muito na Divina Providência.

Se estiver um filósofo por perto bate-me.
a Divina Providência não é divina,não é nenhuma divindade, é apenas uma qualidade atribuída a Deus.
e como atributo que é não pode actuar. assim se vê que não se pode confiar na Divina Providência.

um ateu que fala de Deus é melhor que um Papa a opinar sobre preservativos.

alf, só o Papa é que é infalível (em assuntos de religião).
Se o assunto dos preservativos for matéria religiosa, os católicos ficam tão desobedientes como no passado.

está o caos... uma borboleta... Austrália.
o alf troca teras por gigas e eu termino roçando pelo tema dos preservativos.

joshua disse...

Tropeçar, meu amigo, por vezes é progredir mais. Eu também tenho tropeçado por causa da flagelação proposicional a que outros se arrogam a meu respeito colocando interditos ao sobre o que eu queira ou possa escrever.

Imagina se tolerarias que te viessem concertadamente propor que fizesses isto e aquilo diverso que és e do que fazes, ao passo que tu querias ser o que és e fazer o que fazes? Não te passarias, cordato Alf?!

Por outras palavras, às vezes os outros querem pôr-nos menos zeros que os que realmente representamos. Querem modular a nossa energia.
E eu estou zangado com isso.

PALAVROSSAVRVS REX

Joaninha disse...

Alf,

Errar é humanissimo :)

MAs agora lembrei-me tu és um ET...mmmmm.

Errar é ETnissimo? bom sabes o que eu quero dizer certo?!

Beeeijos

alf disse...

anonimodenome

até o Papa teve a inteligência de não ser infalível... ao eliminar o «limbo» mostrou que a pretensão de infalibilidade não é desejável.

O meu erro foi um teste, involuntário, aos meus leitores: quem não se atrapalha com isso e sabe que o erro faz parte dos nossos caminhos é um digno passageiro desta viagem.

Obrigado pelas tuas palavras

alf disse...

joshua

modularem a tua energia? Sei bem o que isso é; mas a gente não se atrapalha com isso, não é verdade? Convém entendermos as razões dos outros, não vá precisarmos de alguns ajustes na nossa trajectória, mas mais nada, cedências nenhumas. Nem mesmo quando erramos!

E, sobretudo, nada de nos zangarmos!

Obrigado pelo apoio.

alf disse...

Joaninha

Eheh perspicaz Joaninha... nós, os ET, vamos de erro em erro... é assim que nos tornamos sábios. Beijinhos

joshua disse...

Alf, acho que estou a arranjar maneira de corrigir a trajectória e deixar passar a zanga.

Um grande Abraço
(as tuas palavras são afectuosas, precisas, sábias. Às vezes, há que parar com o hábito da acrimónia infantil modo de chamar a atenção, birra por ser mais amado.)

PALAVROSSAVRVS REX

alf disse...

Joshua, somos todos mal-amados, carentes de reconhecimento. Já sofri bastante disso mas agora, felizmente, não me posso queixar.

Temos de nos alimentar uns aos outros, não há outro tratamento. Sem a atenção dos outros mirramos, secamos. Damos as mãos aos outros, que eles dão a nós também. E assim florescemos. E não damos por estarmos à espera que nos dêem também, damos porque não podemos deixar de dar.

Livra, já pareço um profeta a falar! Mas sabes a que me refiro. Um abraço.

joshua disse...

Compreendo muito bem de que falas e concordo. Não outro caminho.

Abraço

Metódica disse...

Olá!!

Com que então já andava a prever apocalipses e afinal... ;)

Nnca se sabe onde se tropeça e muitas vezes o que parecem pedras são diamantes :D


(peço desculpa, a minha assiduidade deixa muito a desejar... mas a época de trabalho já começou e trabalho é o que não falta, mas estou sempre atenta a postes novos :P)

alf disse...

Olá metódica

pois é, não te podes distrair com os estudos... este sistema de entrada na universidade está feito para os burros que não sabem nada a não ser o que vem nos livros de estudo... ou para os que aderiram a um esquema de falsificação de notas, como os praticados em certos colegios particulares e nos colegios estrangeiros...

Quanto ao engano... é a marca do descobridor rsrs! O caminho da descoberta está semeado de enganos, que são fonte da inspiração por quebrarem as ideias preconcebidas.

Em tempos cheguei a calçar meias de cor diferente - não era engano, era algo que servia para baralhar as certezas do meu próprio cérebro e permitir-me ter ideias que não ocorrem a outras pessoas.

Já tenho dito que os cientistas nada sabem de «geração de hipóteses» e que sem isso não podem fazer «inteligência»; mas qq artista plástico ou literário sabe o que isso é, foi mesmo com eles que eu aprendi. Extraordinário, não é?